Apresentação e objetivos2019-03-28T13:31:47+02:00

Apresentação e objetivos

O projeto LIFE+ Stop Cortaderia – Medidas urgentes para controlar a propagação de erva-das-pampas (Cortaderia selloana) no Arco Atlântico tem como principal objetivo a implementação de uma estratégia transnacional comum para lutar contra erva-das-pampas (Cortaderia selloana) em todo o Arco Atlântico de Portugal até França passando por toda a costa Cantábrica.
Para fazer isso, há um total de 20 ações a serem implementadas por uma equipa de seis parceiros de Espanha e Portugal, durante o período que vai de 2018 a 2022. O projecto conta com apoio financeiro do programa LIFE da Comissão Europeia e do Ministério dos Assuntos Rurais, Pescas e Alimentação do Governo da Cantábria, entre outros.

A problemática da erva-das-pampas:

A erva-das-pampas (Cortaderia selloana) é considerada uma das espécies de flora invasora mais nocivas devido à sua capacidade de transformar e degradar habitats naturais e humanizados. Trata-se de uma gramínea cespitosa perene, com flores dispostas em espiguetas de cerca de 20 milímetros de comprimento, formando tufos capazes de produzir milhares de sementes com alta capacidade de germinação e que são profusamente espalhadas pelo vento.

Operarios arrancando plumero en Cantera de Montehano

Objetivos do projeto:

1.- Comprometer as principais partes interessadas do Arco Atlântico na Estratégia de Combate à Erva-das-pampas (Cortaderia selloana), através do estabelecimento de uma série de compromissos de atuação e divulgação, a médio e longo prazo, no quadro das suas competências.
2.- Conseguir que o Grupo de Trabalho para combater a erva-das-pampas (Cortaderia selloana) no Arco Atlântico funcione sem limite de tempo, servindo de fórum para troca de experiências e divulgação de metodologias e materiais.
3.- Parar a propagação da erva-das-pampas no extremo Sul da sua expansão na Cantábria, em áreas com um baixo nível de infestação ou até agora não afetadas.
4.- Reduzir a presença de erva-das-pampas nos habitats mais sensíveis dos espaços LICs costeiros da Rede Natura 2000 da Cantábria
5.- Localizar e quantificar a distribuição da erva-das-pampas na Cantábria e Norte de Portugal.
6.- Testar novas metodologias no controlo e maneio da espécie em áreas de alta densidade e disseminar as lições recolhidas por estes processos.
7.- Sensibilizar a população do Arco Atlântico em relação à erva-das-pampas face ao efeito prejudicial desta sobre a biodiversidade.