Descrição da espécie2019-03-26T12:46:49+01:00

Descrição da espécie

A erva-das-pampas, cujo nome científico é Cortaderia selloana, também é conhecido por penachos, erva-das-pampas, paina, capim-das-pampas, plumas, penacho-branco.
É uma gramínea cespitosa perene, que forma aglomerados até 3 ou 4 metros de altura, constituído por folhas longas glaucas, em forma de fita, planas, com limbo de até 2 cm de largura e 1,8 m de comprimento. Além disso, são coriáceas, com rebordo serrado, toque áspero e cobertas por cristais de sílica, o que as torna afiadas e pouco palatáveis para os herbívoros. Existem plantas femininas e plantas hermafroditas.

As flores estão dispostas em espiguetas com cerca de 20 milímetros de comprimento, com entre quatro e seis flores por espigueta, formando tufos de flores. Têm cor prata ou ligeiramente rosa. Cada flor pode produzir milhares de sementes por ciclo reprodutivo. As sementes produzidas pelas plantas femininas são cobertas com pelos compridos que facilitam a sua dispersão a longas distâncias pelo vento; além disso, estes pelos permitem que as sementes adiram a superfícies ásperas. Indivíduos com flores hermafroditas não têm a capacidade de produzir sementes peludas, o que diminui a sua capacidade de dispersão pelo vento ou anemocórico.

Plumero en flor

Além da propagação por sementes, erva-das-pampas possui capacidade de se reproduzir assexuadamente por fragmentação da cepa por fragmentos radiculares com capacidade de enraizamento.
A erva-das-pampas apresenta um ciclo de crescimento anual com seis fases fenológicas. Durante a floração, que ocorre no verão, a espécie torna-se mais reconhecível e durante a diáspora de sementes outonal, quando a tem, é potencialmente mais perigosa para o ambiente.

Durante a primeira fase de estabelecimento, a erva-das-pampas tem uma capacidade limitada para competir com outras espécies de plantas. No entanto, uma vez atingida a maturidade, apresentam uma elevada taxa de crescimento e de ocupação de espaço, o que é fundamental no processo de colonização e invasão. A disposição de espécimes adultos formando aglomerados dificulta a fixação e o estabelecimento de espécies herbáceas e lenhosas nativas.
Fontes: “Plano de Acão contra a erva-das-pampas em Cantábria” e “Estratégia espanhola de gestão, controle e possível erradicação de erva-das-pampas (Cortaderia selloana) e outras espécies de Cortaderia”.